É hora de investir em projetos de segurança?
14 de maio de 2020
Como evitar falhas em seu sistema?
25 de maio de 2020

Vamos superar juntos!

O momento é histórico. A pandemia do coronavírus trouxe uma nova realidade para a sociedade. Isolamento social, encontros on-line, home office, uso de máscaras. As pessoas tiveram que se adaptar a este novo mundo para, literalmente, sobreviver.

O distanciamento é uma das ações para evitar que mais pessoas sejam infectadas pela Covid-19. Porém, há outros procedimentos, indicados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que são primordiais para que o vírus não se espalhe e contamine mais pessoas. Lavar as mãos, evitar esfregar olhos e boca e o uso de máscaras são alguns deles.

De acordo com especialistas, o uso da máscara dificulta o contágio pelo novo coronavírus. Em Belo Horizonte, por exemplo, desde abril o uso de máscaras é obrigatório e várias empresas já se adaptaram e levam a sério as recomendações médicas. É o caso da ForceOne que distribuiu máscaras para todos os seus colaboradores, levando em consideração a responsabilidade social que é um dos pilares da nossa empresa.

Para que  a gente possa superar esse momento é necessário que todos contribuam, com responsabilidade e consciência social. 

Assim, no o momento que decidimos investir em máscaras, buscamos instituições e ONGs que forneciam esse tipo de material, com qualidade e seguindo as recomendações da OMS. A partir de pesquisas e indicações, chegamos até o Projeto Social Voluntário da Esperança (@proj.jetosocialvoluntadio). Com sede em Belo Horizonte, a iniciativa comercializa máscaras e ainda distribui marmitex para moradores de rua e também para a população carente. E as duas ações estão interligadas.

A cada máscara comprada, o projeto doa um quilo de alimento para as refeições que são distribuídas, de dia e de noite, por voluntários que, além de vestirem a camisa, usam roupas e equipamentos de proteção. A ForceOne adquiriu 500 máscaras e, consequentemente, 500 quilos de alimentos foram destinados para as refeições.

Não só esse projeto, mas há várias iniciativas que estão fazendo o bem, aliviando esses dias tensos e diferentes que estamos vivendo. É um novo tempo que traz reflexões, aumento da empatia e solidariedade. Nós da ForceOne acreditamos que unindo forças, tudo isso vai passar de forma mais leve e humana.

A gente sabe que esta atitude é pequena diante de tantas pessoas em situação de pobreza, mas esperamos que o pouco que fizemos alivie a fome de muitos que não têm o que comer. Quando buscamos uma ONG, pensamos no todo, na sociedade, em cada pessoa que precisou reaprender a viver em um mundo tomado por uma pandemia.

A ForceOne acredita na força do bem! A gente acredita que juntos somos mais fortes e vamos vencer mais esse capítulo triste da humanidade. E você? Acredita na força do bem? Se a resposta for afirmativa, toca aqui!

Os comentários estão encerrados.