Afinal, quando usar a nuvem?
29 de abril de 2020
TI: um mercado que não para de crescer
4 de maio de 2020

Solução para custos fixos de sua empresa

Quando se administra uma empresa há uma preocupação em comum: os custos. Eles são necessários para a produção dos serviços ou produtos oferecidos, quanto para os gastos para manter o funcionamento do negócio.

Para que os custos sejam realmente necessários, entra em cena o planejamento e é comum surgirem dúvidas em relação ao custo fixo e ao custo variável. Afinal, qual a diferença entre eles? É possível identificá-los e definir qual a melhor forma para gerenciá-los? Para obter resultados positivos é importante saber quais são esses custos e traçar metas para reduzi-los, gerando uma boa gestão financeira.

Quando um equipamento de uma empresa estraga, haverá uma despesa para o reparo e isso não estava previsto. Esse é um exemplo de custo variável que é o que acontece ocasionalmente, sem uma frequência definida. Isso acontece quando a empresa está ativa, mas não está vinculada a esse custo. O custo variável varia de acordo com o uso e o resultado, ou seja, se refere a frequência está diretamente ligado com o que foi produzido ou vendido. Podemos ainda citar como exemplo hora extra, comissões, multas, juros.

O custo fixo, como o próprio nome diz, é algo constante. É um custo que sempre vai existir, independentemente se sua empresa estiver em atividade ou não. Um exemplo: estamos em isolamento social e muitos locais não estão funcionando. Porém os impostos, a energia elétrica e até mesmo o aluguel são cobrados normalmente, mesmo que a empresa não tenha renda nenhuma. Os custos fixos fazem parte da estrutura do negócio. Outros exemplos de custo fixo: internet, salário do colaborador, telefone, água.

É possível reduzir os custos fixos?

A resposta é sim! As pequenas e médias empresas usam as mesmas tecnologias que as grandes empresas. O desafio do uso é ter gente que tenha conhecimento suficiente dessas tecnologias e dar suporte em tudo. Um profissional pode ter conhecimento de uma determinada tecnologia e não dominar outra. E o que fazer nesse cenário?

Há empresas que, pelo conforto, contratam um profissional de tecnologia de informação para dar suporte, como um todo. Porém, nem sempre, ele vai dominar todo o mundo da tecnologia que é vasto e dinâmico, como bem sabemos. Aí, a empresa contrata mais um profissional para suprir uma outra demanda recorrente. A opção, muitas vezes, é ter mais de um colaborador, na mesma empresa, pois é raro que um mesmo profissional domine todas as técnicas, conhecimentos da tecnologia. 

Diante disso, o colaborador é direcionado para outras funções e isso pode fazer com que sua produção fique abaixo do esperado.

E o que se pode fazer para evitar tudo isso? Primeiramente, diminuir esse custo fixo da empresa e contratar uma equipe especializada que vá atender naquilo que o empreendimento precisa. Os profissionais conhecem uma tecnologia específica, se aprofunda no conhecimento e, consequentemente, dará um suporte mais certeiro. 

Interessante, não?

Além de ter uma equipe especializada, aquele custo fixo se torna um curso variável, pois esses profissionais serão acionados sob demanda e o valor será pago de acordo com o que foi oferecido. Já pensou nessa solução para sua empresa? Seus custos vão diminuir e você terá uma equipe com expertise para te atender. Não deixe para depois! 

Entre em contato com a ForceOne e saiba mais!

Os comentários estão encerrados.